sábado, 5 de novembro de 2016

ANTISSEMITISMO E PERSEGUIÇÃO AOS JUDEUS


Considerando os judeus responsáveis pela derrota da Alemanha e por todos os males sociais e económicos sofridos pelos alemães no período do pós-guerra, os nazis desenvolveram desde a sua tomada do poder uma política de segregação sobre as comunidades judaicas alemãs. Essa política desenvolveu-se em três fases:

  • Uma primeira vaga de perseguições a partir de 1933 com boicotes de lojas e negócios proibindo o acesso ao funcionalismo público a todos os judeus e afastando-os de postos chave na administração, ensino e saúde, e nas profissões liberais como advogados e médicos. 
  • A partir de 1935 as leis de Nuremberga proibiram casamentos e relações entre arianos e judeus e privação de nacionalidade alemã.
  • A partir de 1938 a liquidação de empresas detidas por judeus e confisco dos bens nos bancos. Destruíram-se sinagogas, o culto foi proibido e os judeus passaram a ter que ostentar distintivo na roupa quando em público. A 2ª Guerra Mundial permitiu a execução sumária de 6 milhões de judeus europeus através de um processo que ficou conhecido por Solução Final

Aqui podem podem colocar as respostas (até domingo, dia 20) às questões da ficha de trabalho sobre o genocídio nazi iniciada na aula de hoje.

17 comentários:

  1. Ficha de trabalho (páginas 122-125)
    1.Os grupos sociais presos e condenados ao genocídio pelos Nazis eram maioritariamente judeus, ciganos prisioneiros soviéticos e doentes mentais.
    De modo a colocar em prática o genocídio, eram utilizadas câmaras de gás, que matariam rapidamente (até doze minutos) e em grande quantidade os condenados e execuções em massa por fuzilamento.
    2. Os judeus “válidos” deveriam ser transferidos para campos de trabalho, obrigatoriamente sob escolta, onde, já nos campos, seriam divididos por género (feminino e masculino), cujo trabalho será fazer estradas. Os débeis e inválidos, serão imediatamente mortos, não querendo dizer que os agora capazes não terão o mesmo fim, ou seja, terá o “consequente tratamento”. Desta forma, 11 milhões de Judeus deverão ter “a solução final” aplicada a si mesmos, ou seja, o genocídio de todos eles.
    3. Primo Levi interroga-se, a partir do livro escrito por si, “Se isto é um homem”, mostrando duas formas de ver esta interrogação. A primeira coloca-se com base em saber se os judeus, assim tratados, serão homens, dado o tratamento e más condições em que estes sobreviviam. É também questionada “Se isto é um homem” por parte dos alemães, que estariam a proceder a certos feitos contra os condenados para o genocídio.
    4. A morte seria um correr diário e inexplicável nos campos de concentração Nazis. Eram várias as formas de matar nestes mesmos campos, quer por fuzilamento, ou nas câmaras de gás, como podemos verificar no documento C5. Já nestas câmaras, existiam compartimentos no teto, onde se administrava 6 ou 7 Kg de Zyklon B em cristal para matar cerca de 1500 pessoas em 12 minutos.
    Beatriz Passos

    ResponderEliminar
  2. Ana Sara Sousa e Ivan Candeias

    Página 125
    1.Os grupos populacionais que foram condenados foram os judeus, os ciganos, os prisioneiros soviéticos, os doentes mentais.
    O genocídio foi posto em prática criando guetos e privações, fazendo fuzilamentos em massa fora dos campos, criando campos de morte e campos de concentração.

    2.As expressões apresentadas remetem todas para o extermínio dos judeus e eram usadas de forma a ocultar o que se ia fazer. A solução final e o consequente tratamento era a morte dos judeus nas colónias de trabalho, que eram os campos de morte.

    3.O título da obra “Se isto é um homem” de Primo Lévi, na minha opinião, pode ter dois significados.
    O primeiro seria uma crítica ao alemão, que tratou com desprezo todos os outros que estavam nos campos de concentração e, durante este tempo, perdeu toda a sua humanidade, tornando-se em algo que não fosse humano, por não ter os valores deste.
    Por outro lado, pode também ser uma pergunta retórica virada para a vivência dos judeus e de todos os outros que se encontravam nos campos, pois estes eram tratados como tudo menos homens. Acima de tudo, eram vistos como animais, marcados como animais, transportados como animais. As suas vidas não valiam um ser humano à vista dos outros e, por isto, eram utilizados “como qualquer outra matéria-prima”, perdendo o seu estatuto de homem.

    4. Em Auschwitz, a morte era vista não como algo mau, mas sim como algo que lucrasse para a indústria. Todos os prisioneiros que fossem bons para trabalhar, começavam logo na hora, o que dava um grande lucro, pois não se pagava a mão-de-obra. Já os outros que para trabalhar não serviam, não eram completamente inúteis. Após serem mortos, era retirado a cada pessoa todos os seus bens valiosos ou úteis, como os dentes de ouro, os anéis, os óculos e até mesmo o próprio cabelo.
    Era por isto que o campo era considerado uma autêntica indústria, visto que era tirado o maior propósito de cada um e isto servia para o próprio lucro dos alemães.

    ResponderEliminar
  3. professora, espero que seja aqui que se deixa as respostas para a página 125:
    De Tatiana Pereira e Kátia Ablé nº's 19 e 35

    1. Os grupos são: judeus; ciganos; prisioneiros soviéticos; outros detidos nos campos de concentração; doentes mentais (vítimas de eutanásia). Os meios utilizados eram através de fuzilamento em massa, muitos destes grupos eram exilados para campos de concentração, de trabalho forcado, para campos de morte.

    2. "Solução final dos judeus" - transferir os judeus para leste, e realizarem serviço de trabalho.
    "Colónias de trabalho" - territórios para construir estradas; uma grande parte deles ficará naturalmente eliminada pelo seu estado de decadência física.
    "Consequente tratamento" - os que resistiam eram enviados para territórios especializados no extermínio dos deportados.

    3. O título da obra "Se isto é homem" de Primo Levi retrata uma realidade dolorosa que o mesmo vivenciou enquanto esteve presente nos campos de concentração. Através do documento C4 podemos encontrar provas da maneira como eles eram tratados abaixo de cão, e a como a sobrevivência era bastante difícil.
    No decorrer do documento Primo Levi explica que tanto judeus, como ciganos e eslavos "não passavam de gado, lama e lixo". Eles eram marcados por números e não pelos seus verdadeiros nomes, sendo tratados como bois. Viviam incontáveis dias seguidos com os seus excrementos; sorviam a sopa como se fossem cães; exploravam o corpo deles, já em decadência (cadáveres), tratando-os como obra-prima: "fornecendo o ouro dos dentes, os cabelos para tecidos, as cinzas como adubo", e, antes de sequer serem eliminados, eram cobaias para a prova de medicamentos.
    A maneira como eles eram tratados nos campos de concentração, não poderia ser algo que um ser humano pudesse fazer a outro, é desumano, repugnante e realmente odioso. O título da sua obra, pode ser vista como uma retórica para "Se isto é homem", então eu não quero sê-lo; como por exemplo. Levi retrata a sua obra com uma repulsa visível contra os homens; pois não devia ser possível alguém da mesma espécie fazer tal atrocidade com alguém igual a ele.

    4. A morte constituía uma industria pois, consoante matavam as pessoas que se encontravam no campo de concentração ficavam com os seus bens utilizando-os como beneficio para outros dos seus objetivos. Por exemplo, no documento D2 pode-se observar objetos retirados dos judeus antes de eles serem exterminados.
    Para além de que, como diz o documento C7, até as crianças que não eram capazes de trabalhar eram eliminadas pela sua incapacidade que não teve tempo de ser desenvolvida. Eles esperavam os gritos cessarem para retirarem os corpos, onde mais tarde retirariam os anéis, alianças e ouro dos dentes. Faziam isso em um grupo de dois mil pessoas de cada vez.

    ResponderEliminar
  4. Página 125
    1-Os grupos populacionais condenados ao genocídio pelos nazis foram: os judeus; ciganos; prisioneiros soviéticos; os detidos nos campos de concentração e os doentes mentais.
    Os meios postos em prática para esse fim (o genocídio) foram: os guetos e as privações; os fuzilamentos em massa; os campos da morte e a eutanásia.

    2-O significado da expressão "a solução final do problema" é o genocídio judeu.
    "Colónia de trabalho" era os campos de concentração e o "consequente tratamento" era a morte.

    3- O significado do título da obra de Primo Levi "Se isto é um homem", tendo em conta o seu relato, tem haver com o desrespeito pelos direitos humanos por parte dos nazis.
    Levi, no seu relato, fica perplexo com os crimes contra a humanidade cometidos nos campos, dizendo que os judeus; os ciganos e os eslovenos não passavam de gado, lama e lixo para os nazis. As operações de tatuagens marcavam os homens, mulheres e até crianças como se fossem animais, serviam a sopa como se fossem cães e eles eram tratados e explorados como matérias-primas.
    Ao passar dos anos, inventaram-se formas mais cruéis de mortes.

    4-A morte constituía uma indústria em Auschwitz porque após os judeus serem mortos, eram lhes retirado óculos, roupas, alianças, anéis e até dentes de ouro que destinavam-se à reutilização por parte dos Alemães.

    Sandra Conceição nº29 e Soraia Monteiro nº30

    ResponderEliminar
  5. 1- Os grupos populacionais sujeitos ao genocídio pelos nazis são: os judeus (condenados a desaparecer), os ciganos, os prisioneiros soviéticos, os doentes mentais e outros detidos nos campos de concentração, pondo em prática a utilização de campos de concentração, as execuções e deportações.
    2- A expressão "solução final do problema judeo" refere-se ao desejo de eliminar todos os judeus, transferindo-os para leste com a finalidade de trabalharem. Por "colónias de trabalho" entendem o nome dado aos trabalhos a que os judeus tinham que se sujeitar, como por exemplo, a construção de estradas. Por fim a expressão "consequente tratamento", significa os castigos aplicados a todos os que restassem sem trabalho.
    As questões 3 e 4 serão enviadas em separado.

    ResponderEliminar
  6. Andreia Bernardo e Angelo

    1. Os grupos são os judeus,ciganos, doentes mentais e os prisioneiros sovieticos.

    2. "Solução final do problema judeu" - forma dos nazis exterminarem os judeus , através de evacuação e levados 1° para campos de concentração.
    "Colónias de trabalho " - campos de concentração.
    "Consequente tratamento"- execução.
    3. O titulo da obra do primo Levi "se isto é um homem" é como se fosse uma expressão que expressa a sua indignação pela forma de como o homem trata o outro.
    4. Os nazis matavam os judeus e depois vendiam os pertences do judeu tal como roupas , sapatos , dentes e ouro para venderem aos alemães levando à reutilização dos germânicos.

    ResponderEliminar
  7. 3- O título da obra de Primo Levi "se isto é um homem" de acordo com o Doc.C4 tem o significa se a maneira como os aprisionados eram tratados,ou melhor dizendo, desprezados e a maneira como os soldados alemães tratavam os aprisionados era algo se digno de ser um Homem com principios e valores

    4- Em Auschiwitz, a morte constituía uma indústria pois todos os pertences de valor como roupas e óculos ou ate mesmo dentes e cabelos eram apreendidos pelos nazis e os aprisionados que eram considerados bons para trabalhar eram enviados para campos de concentração rendendo assim, monetização ou exploração das zonas de campo de concentração por parte dos nazis

    Bernardo, Raquel 12h2

    ResponderEliminar
  8. 1. Os grupos populacionais condenados ao genocídio pelos nazis foram os judeus e ciganos, que eram eliminados em campos de concentração; os prisioneiros soviéticos que eram detidos e executados em massa; e os doentes mentais que eram vítimas de eutanásia e esterilização por parte dos alemães.
    2. A “solução final do problema judeu” consentia no deslocamento de onze milhões de judeus para leste, como fim de serviço de trabalho pesado, que seguia para a morte dos mesmos. As “colónias de trabalho” eram os campos de concentração para onde eram levados estes judeus (que eram divididos entre mulheres e homens) para trabalhos rigorosos (ex: construção de estradas), onde a maioria não sobrevivia devido ao seu estado de decadência física. O “consequentemente tratamento “, servia para os judeus mais que resistentes, que sobreviviam aos rigorosos trabalhos estipulados, levando à execução dos mesmos, sendo este método reconhecido como o “tratamento”.
    3. O significado do titulo “ Se isto é um homem”, da obra de Primo Levi, alerta a vida dos deportados nos campos de extermínio nazi, considerada como uma vida completamente animalesca, onde os prisioneiros eram vistos como gado, lama e lixo (referido no relato C4),marcados como bois pelas operações de tatuagem, levados em vagões de gado completamente fechados durante dias, deixados os prisioneiros (homens mulheres e crianças) a viver no meio dos próprios excrementos, sendo alimentados como animais, o por fim, o pior de tudo, a exploração dos cadáveres dos deportados para matéria- prima necessária.
    4. A morte em massa dos deportados, constituía uma indústria em Auschwitz devido à grande obtenção de matérias-primas (cabelos e ouro, proveniente dos prisioneiros), que era reutilizada por parte dos Alemães.

    ResponderEliminar
  9. Nelson, Ricardo, Rúben
    pagina 125
    1.Os grupos populacionais condenados ao genocídio pelos nazis foram os judeus, os ciganos, os soviéticos, e os doentes mentais, e os meios de postos em prática para este fim foram: a colocação dos judeus no gueto, e a privação dos seus meios de subsistência, fuzilamentos em massa, campos de concentração, e para os doentes mentais a morte por eutanásia.
    2.O significado da expressão” solução final do problema judeu” seria a transferência de 11 milhões de pessoas de pessoas para campos de trabalho forçado
    “Colónias de trabalho” consistem numa divisão dos judeus válidos e inválidos, e homens e mulheres, os judeus válidos eram obrigados nestes territórios a trabalhos forçados
    “Consequente tratamento” os mais resistentes, os que aguentaram as condições adversas, sofriam do consequente tratamento, a história demonstra-nos que através destes homens existe um ressurgimento judeu.
    3.A obra de Primo Levi denominada “se isto é um homem”, faz-nos relatos reais do que se passava nos campos de concentração Alemães, esta realidade é extremamente cruel, marcavam-se os homens com tatuagens como se faz com o gado, até mesmo após a morte os corpos eram tratados como matérias-primas, ao ver estes desumanos, o nome do livro” se isto é um homem”, adequa se pois as pessoas são tratadas por tudo, menos pelo que realmente são, Seres humanos.
    4.No campo de extermínio de Auschwitz, não existia piedade em relação a vida dos seres humanos, todos os homens considerados em condições para trabalhar eram enviados para os campos, enquanto todos aqueles considerados inadaptados, crianças, doentes mentais, idosos eram enviados para os campos de extermínio, no documento C7, vê se a maneira perturbadora de eliminar quem não servia para trabalhar, através de ácido, por fim em 1945 os campos foram libertados e estima-se que o campo de Auschwitz tenha sido responsável por 1,6 milhões de mortos .

    ResponderEliminar
  10. Resposta às questões da pág.125

    1. Os grupos populacionais condenados ao genocídio são os judeus, ciganos, prisioneiros soviéticos, doentes mentais e outros detidos nos campos de concentração, havendo um maior número de judeus e ciganos (Doc.A-1), os meios postos em prática para esse fim foram a deportação dos ciganos para a Europa Ocidental, a execução dos judeus e de populações eslavas (Doc.A-4) e a prática da eutanásia aos doentes mentais.

    2. A expressão "solução final do problema judeu" refere-se à remoção dos judeus, por parte nazi, de todos os territórios ocupados pela Alemanha, dando-se a sua transferência "para leste" (Doc.B); "colónias de trabalho" refere-se aos grupos de trabalhadores judeus válidos, separados por sexos, "homens de um lado, mulheres de outro" (Doc.B) na construção de estradas; "consequente tratamento" refere-se aos trabalhadores poderem a vir desenvolver decadência física, como os anteriores trabalhadores, como consequência do trabalho forçado.

    3. O título da obra de Primo Levi, "Se isto é um homem" significa que com as atrocidades a que os judeus são submetidos, Primo Levi com certeza pergunta "Isto é um homem?". Um homem tratar o seu igual como lixo é quase que irreal, pois supostamente somos todos iguais.
    "Os judeus, os ciganos e os eslavos não passam de gado, lama, lixo. [...] Lembremo-nos das operações de tatuagem em Auchwitz, marcando os homens como se marcam os bois, [...] a permanecer a fio no meio dos próprios excrementos, da identificação numérica em lugar do nome." (Doc.C-4).

    4. A morte constituía uma indústria em Auchwitz pois os judeus eram mortos em massa, "Construímos câmaras de gás que podiam levar 2000 pessoas de cada vez" (Doc.C-7). Eram retirados, dos seus corpos sem vida, "anéis e alianças, assim como o ouro dos dentes" (Doc.C-7), "juntamente com roupas e sapatos" (Doc.D-2) destinando-se assim à reutilização por parte dos alemães.

    ResponderEliminar
  11. Marcelo Assis-1-Os grupos populacionais eram os judeus os ciganos os soviéticos e os doentes mentais.
    Meios utilizados : as privações nos guetos como a fome as execuções e os trabalhos forçados nos campos de concentração .

    2- "Solução final do problema judeu” significa as formas para acabar com extermínio do povo judeu.
    “Colónias de trabalho” – eram os campos de concentração onde faziam o abuzo de poder da mão de obra dos judeus que buliam como escravos .
    “Consequente tratamento” penso que seja o ponto mais alto da situação a famosa morte naqueles locais com gás que mata as cameras de gás.

    3-Eram como o homem era tratado , se aquele tratamento é digno de um homem, eram humilhados tratados como gado , como lama , lixo, não tinham condiçoes de vida , não tinham tratamento digno, e quem os tratava assim eram piores , nao têm cabimento para serem chamados de homens eles agiam como animais que só querem dominar .

    4-Os prisioneiros eram quem desenvolviam e constituiam uma fonte de rendimento os mais fortes sobreviviam os mais fracos morriam .

    ResponderEliminar
  12. Olá professora aqui vai o nosso trabalho (Décia e Ana):
    1-Foram condenados do genocídio grupos de judeus, prisioneiros de soviéticos e doentes mentais. Eram mortos através da execução da câmara de gás e crematório.
    2- O termo " solução final do problema judeus" remete para o extermínio d judeus, estes mandados para "colónias de trabalho", ou seja, campos de concentração. Os que resistiam eram mortos, tinham o "consequente tratamento, ou seja, execução.
    3- O título da obra do Primo Levi "Se isto é um Homem" expressa a sua indignação pela forma como o homem trata o outro.
    4- Os nazis matavam os judeus e depois vendiam os seus pertences como por exemplo: roupas, sapatos, dentes e ouro para venderem aos alemães levando à reutilização dos germânicos.

    ResponderEliminar
  13. 1- Os grupos populacionais condenados ao genocídio pelos nazis foram os judeus, os ciganos, os prisioneiros soviéticos e os doentes mentais. Os meios postos em prática para esse fim foram guetos e privações,fuzilamentos em massas fora dos campos, campos de morte e eutanásia para os doentes mentais.

    2- Através do documento B,o significado destas expressões era, a escravização dos judeus enquadrados em colónias de trabalho, para construção de estradas e que devido ao esforço entravam em decadência física, os que restavam eram considerados mais resistentes e deveriam ter o consequente tratamento.

    3- Segundo o documento C4, Primo Levi no seu relato questiona-se " Se isto é Homem", relatando a forma como os judeus eram escravizados, explorados e tratados " (...) tratados como qualquer outra matéria prima, fornecendo o ouro dos dentes, os cabelos para tecidos, as cinzas como adubo, e os homens e as mulheres servindo de cobaias em que se testavam medicamentos, antes de os eliminar."

    4- A morte constituía efetivamente uma indústria em Auschwitz, segundo o documento c7, à entrada no campo de concentração os judeus examinados sendo separados pelos que estavam bons para trabalhar e os que não estavam, sendo esses exterminados, " aqueles que se considerava bons para o trabalho eram enviados para o interior do campo. Os outros eram encaminhados para as instalações de extermínio. Todos os bens que lhes eram retirados destinavam-se à reutilização por parte dos alemães, incluindo ouro e até cabelo das vítimas, como podemos observar no documento D2.

    Trabalho realizado por:
    Daniela Epifânio
    João Freitas

    ResponderEliminar
  14. Patrícia Domingos 12ºH2

    1-
    Os grupos populacionais condenados ao genocídio pelos nazis foram os judeus, os ciganos, os prisioneiros soviéticos, os doentes mentais e outros detidos nos campos de concentração, e os meios postos em prática para esse fim foram as colónias de trabalho e os campos de concentração.

    2-
    A expressão "solução final do problema judeu" significa as execuções dos judeus, "colónias de trabalho" significa a escravatura e "consequente tratamento" significa a execução dos que restavam.

    3-
    O título "Se isto é um Homem" de Primo Levi, e com base no doc. C4, significa que era desumana a maneira como tratavam tanto "os Judeus, os Ciganos e os Eslavos" (ou seja todas as pessoas que estavam nos campos de concentração), que como está presente no documento eram tratados como "gado", "a permanecer dias a fio no meio dos próprios excrementos", "da identificação numérica em lugar do nome" e "da imposição de os prisioneiros sorverem a sopa como se fossem cães", como também a exploração dos próprios cadáveres que eram "tratados como qualquer outra matéria prima, fornecendo o ouro dos dentes, os cabelos para tecidos, as cinzas como adubo, dos homens e das mulheres servindo de cobaias em que se testavam medicamentos".

    4-
    De certa forma a morte constituía uma indústria em Auschwitz pois quando as pessoas eram mortas nas câmaras de gás, "os comandos especiais retiravam-lhes os anéis e alianças, assim como o ouro dos dentes" (doc.C7) e todos os outros pertences pessoais como está no doc.D2 os óculos retirados aos judeus, que mais tarde, tudo isto, era reutilizado pelos alemães.

    5-
    Os dignitários nazis foram julgados em Nuremberga não como simples criminosos de guerra mas sim como os responsáveis por genocídios e crimes contra a humanidade pois como está descrito no doc.E2 foram eles que organizavam os assassinatos, os extermínios, "a redução à escravatura, a deportação e todo o ato desumano cometido contra populações civis, antes ou durante a guerra, assim como as perseguições por motivos políticos, raciais ou religiosos", com base nestes crimes desumanos foram julgados, de outubro de 1945 a outubro de 1946, vinte e dois dignitários nazis em que doze deles "mereceram o veredicto de morte por enforcamento" (doc.E1).

    ResponderEliminar
  15. A Inês publicou o comentário dela em outro post. Aqui está ele:
    Boa noite professora, não estou a encontrar o sitio para colocar estas questões (página 125) sobre os Genocídios no mundo nazi.
    1. Os grupos populacionais condenados ao genocídio pelos nazis eram (doc.A1), os judeus, os ciganos, os prisioneiros soviéticos e os doentes mentais, sendo que para esse fim, essas populações eram levados para campos de concentração (doc.A4), onde eram utilizadas as camaras de gás como forma de matar um grande numero de pessoas de uma vez só, outros eram fuzilados (doc.A4 – segunda imagem) e haviam ainda, como referidos os doentes mentais, estes eram sujeitos a eutanásia (doc.A2).
    2. A “solução final do problema judeu”, o significado da expressão era a forma como os alemães decidiram o que fazer com a sua população judaica, que acreditavam ser uma das fontes dos seus problemas. “As colonias de trabalho” , uma das soluções para o problema judeu, consistiam na separação todos os judeus em boas condições físicas e médicas e aproveitar a sua mão de obra no esforço da guerra, na construção de estradas e trabalho em fábricas. Quanto ao “consequente tratamento”, este era aplicado primeiro nos judeus mais fracos fisicamente e doentes, eliminados nos campos de concentração.
    3. “Se isto é homem”, como podemos considerar homem, ser racional, aquele que tira a vida, de forma tão cruel (“No decurso dos séculos, inventaram-se formas mais cruéis de morte”) ao seu semelhante? Como podemos considerar homens, aqueles que nos campos de concentração marcavam outros “homens como se marcam os bois”, exploravam os infames cadáveres, “tratados como qualquer outa matéria-prima”?
    O titulo “Se isto é homem” diz tudo, afinal foram os homens, que seguindo um outro homem, Hitler, levaram a cabo o extermínio de Judeus, mas afinal podem ser eles considerados homens?
    4. Após a morte dos judeus, os seus bens, como a roupa, os acessórios (como os óculos, doc.D2) “anéis, alianças” e os dentes de ouro, o cabelo, eram lhes retirados e aproveitados para outros fins, as roupas, por exemplo, eram reutilizadas e o cabelo era usado para tecido.
    O resto de um bom domingo.
    Inês Silva

    ResponderEliminar
  16. A Jandira também não conseguiu enviar o trabalho através do blog mas está aqui:

    1. Os grupos populacionais condenados ao genocídio pelos nazis são os judeus, ciganos, prisioneiros soviéticos e doentes mentais e os meios postos em prática para esse fim são as câmaras de gás, o crematório e execuções em massa por fuzilamento.
    2. O significado das expressões "solução final do problema judeu", "colónias de trabalho" e "consequente tratamento" é uma forma de suavizar o facto de os judeus irem para a morte, uma forma de não parecerem maus, mas sim uma coisa boa e agradável.
    3. O significado do título da obra de Primo Levi "Se isto é um Homem" pode ser visto de duas formas, da parte dos nazis e dos judeus.
    Os nazis acham que os judeus não são pessoas, tratam-nos como objetos, utilizam-nos para seu próprio beneficio.

    ResponderEliminar
  17. Proposta de correção:

    Genocídios no mundo nazi
    1. Grupos populacionais: judeus; ciganos; russos OU soviéticos; outros povos eslavos; doentes mentais.
    Meios utilizados: privações sofridas nos guetos, como a fome; fuzilamentos OU execuções em massa; trabalhos forçados nos campos de concentração OU escravização de mão de obra; gaseamento nos campos de extermínio.
    2. “Solução final do problema judeu” – conjunto de meios utilizados para o extermínio do povo judeu.
    “Colónias de trabalho” – campos de concentração onde se explorava a mão de obra judaica, que aí trabalhava, como escrava, até à exaustão.
    “Consequente tratamento” – extermínio através do gaseamento.
    3. “Se isto é um homem” refere-se ao tratamento cruel, cheio de desprezo e de desrespeito, para com os judeus conduzidos aos campos de concentração. Toda a dignidade humana lhes era retirada, sendo tratados como animais. O ultraje e o desrespeito continuavam mesmo depois de mortos, na medida em que os seus cadáveres eram profanados para fins económicos.
    4. Os prisioneiros mortos em Auschwitz constituíam uma fonte de rendimento para os Alemães, que transformavam industrialmente os cabelos, o ouro dos seus dentes e joias e reutilizavam os seus óculos, vestuário e calçado.

    ResponderEliminar