terça-feira, 1 de novembro de 2016

CARACTERÍSTICAS POLÍTICAS DOS REGIMES TOTALITÁRIOS/AUTORITÁRIOS


Os períodos de crise extrema do pós-guerra e da Grande Depressão provocaram na Europa ruturas políticas com as democracias levando à instauração de regimes de ditadura em vários dos países mais atingidos pelas dificuldades económicas.

Características políticas dos regimes totalitários 

Os normalmente denominados regimes fascistas opunham-se aos princípios da democracia liberal:
  • Eram antiliberais (rejeição da teoria liberal da divisão dos poderes, os homens não são iguais e o governo destina-se aos melhores - as elites - merecendo o maior respeito das massas. Das elites fazem parte a raça dominante, os soldados, as forças militarizadas, os filiados no partido - eram eles que veiculavam a ideologia dominante e asseguravam o cumprimento da ordem)
  • antidemocratas 
  • antiparlamentares (reforço do poder executivo)
  • antimarxistas, antisocialistas e anticomunistas (a luta de classes divide a Nação e enfraquece o Estado)
Desprezavam o multipartidarismo e a divisão dos poderes adotando governações de tipo centralizado, reforçando o poder executivo. Conferiam preponderância ao Estado e aos valores da Nação, acima dos cidadãos. E mais:
  • defendiam o modelo social corporativo contrário ao antagonismo da divisão da sociedade em classes preferindo a colaboração entre elas organizando os operários em associações sob controlo dos estados evitando o sindicalismo divisionista. (corporativismo)
  • eram nacionalistas defendendo os valores da tradição e da cultura ancestral e contrariando os princípios do internacionalismo proletário. (nacionalismo)
  • defendiam o estado monopartidário contra a divisão em partidos 
  • defendiam o controlo e regulamentação da economia. 
  • defendiam o presidencialismo e o poder pessoal (culto do chefe)
  • propunham a organização dos jovens em organizações de juventudes institucionalizadas, educadas segundo estritas regras e normas de controlo social e ideológico. (obediência cega das massas - culto à Nação e ao chefe, amor ao desporto e à guerra, desprezo pelos valores intelectuais - "ditadura intelectual" com queima de livros)
  • controlavam a imprensa (censura), a cultura e o desporto (através da propaganda) - supressão de jornais, queima de livros, perseguição de intelectuais, utilização do cinema e da rádio como armas de propaganda
  • Atribuindo o primado ao Estado retiravam direitos aos indivíduos e nesse sentido os regimes autoritários violavam constantemente os direitos naturais dos indivíduos propondo a guerra e a repressão policial para purificar os estados e a sociedade. Usavam as polícias políticas, campos de concentração e prisões de alta segurança. - culto da força e da violência e negação dos direitos humanos
  • Propunham a subjugação das raças consideradas inferiores - eslavos, ciganos, Judeus - e o apuramento físico e mental da raça ariana propondo o eugenismo. Desenvolveu-se o antissemitismo. 
  • Defendiam uma política económica intervencionista buscando a autosuficiência ou autarcia.

Sem comentários:

Enviar um comentário