sexta-feira, 7 de outubro de 2016

A REVOLUÇÃO RUSSA DE 1917






A Rússia em 1917 estava em profunda crise política. Governado de forma autoritária pelo czar Nicolau II, o país sentia os efeitos de uma situação social bastante difícil e delicada.

Descontentamento de largos setores da população: camponeses, operários, burguesia e até a nobreza mais liberal. Motivos diversos e diferentes partidos e fações: miséria, concentração fundiária nas mãos da nobreza, salários baixos e miséria do proletariado, variadas razões para reclamar mudanças.

Politicamente a oposição estava dividida entre
  • fação dos socialistas revolucionários que reclamavam partilha de terras, apoiada pelos camponeses.
  • sociais democratas, divididos em bolcheviques mais extremistas (adeptos da via da ditadura do proletariado, da clandestinidade e ação direta) e mencheviquesmoderados que consideravam necessária a existência de um partido de oposição no quadro do parlamentarismo.
  • constitucionais democratas adeptos do parlamentarismo ocidental.
Contexto da revolução: a situação de envolvimento da Rússia na guerra levou a uma situação insustentável de crise social e económica agravada pelas perdas territoriais que puseram em causa a política de participação no conflito seguida pelo czar e seus apoiantes ocidentais. Havia fome, inflação, pobreza da maioria da população, derrotas militares verificando-se um clima de descontentamento e desânimo.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário