terça-feira, 11 de outubro de 2016

A NEP E O TRIUNFO DA REVOLUÇÃO SOVIÉTICA

Os bolcheviques venceram militarmente a contrarrevolução branca mas, em 1920, a Rússia estava economicamente arruinada. O sistema produtivo apresentava níveis inferiores aos de 1913:
  • a população reduzira-se em 8%
  • as cidades estavam despovoadas
  • campos devastados e fábricas destruídas
  • transportes parados
  • baixa produção industrial
  • baixa produção agrícola porque os camponeses apenas produziam o necessário para a sobrevivência das famílias.
  • produção de cereais desceu para metade da de 1913
  • minas de hulha estavam inutilizadas
  • caminhos de ferro paralisados
  • redução drástica da produção industrial.

Numa conjuntura política que mantinha o país isolado do ocidente capitalista, a miséria e a fome punham em perigo a Revolução.
Procurando retirar o país da ruína em que se encontrava, Lenine põe em prática um programa económico com o objectivo de repor os níveis de produtividade que garantissem à população os bens essenciais à sua subsistência e a independência económica do Estado. Era uma Nova Política Económica (NEP).

O governo recuou no processo das nacionalizações e aceitava a iniciativa privada em setores secundários, mas essenciais da produção, mantendo nacionalizados os setores fundamentais da economia:

  • o pequeno comércio, artesanato e agricultura intervieram no mercado para estimular a concorrência e travar a falta de bens de primeira necessidade
  • recuperação da agricultura através da suspensão das medidas de coletivização agrária, sendo suprimidas as requisições agrícolas e substituídas por imposto em géneros e depois em dinheiro
  • desenvolvimento e modernização da indústria, desnacionalizando-se as empresas industriais com menos de 20 operários, arrendando-se as fábricas a sociedades e particulares e abrindo concessões a empresas estrangeiras.

O Estado ao mesmo tempo tomou medidas para o desenvolvimento das empresas na sua dependência:
  • contratou técnicos estrangeiros
  • reintegrou técnicos do tempo do czar
  • investiu em grandes fábricas criando grandes concentrações industriais
  • desenvolveu cooperativas agrícolas
  • promoveu o investimento estrangeiro
  • instituiu prémios de produção.
  • construiu barragens e centrais hidroelétricas

Para Lenine, este era um recuo estratégico, pois a cedência ao capitalismo durante algum tempo, e sob o controlo do Estado, podia ajudar à consolidação da Revolução.
As medidas tomadas fizeram de novo crescer uma classe média de intermediários, Kulaks (pequenos proprietários rurais) e nepmen (pequena e média burguesia dos negócios), que tinham reposto e até ultrapassado os níveis de produtividade anteriores à guerra, mas por deterem uma riqueza cada vez maior foram gerando oposição e crítica dentro do partido.

Lenine já não viu os resultados da NEP. A sua morte em 1924 veio ensombrar o regime que sofreu até 1927 os efeitos de uma feroz luta política pelo poder entre Estaline e Trotsky. Estaline mais feroz e determinado acabou por vencer esta contenda e Trotsky viu-se obrigado a fugir da U.R.S.S.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário