quarta-feira, 17 de maio de 2017

VAMOS TRABALHAR

Podem colocar aqui as respostas aos exercícios das pp. 49 e 53, referentes à abertura e modernização da China e aos casos particulares de Hong Kong e Macau, assim como o exercício 6 da p. 51, realizado com base nos documentos das pp. 50-51. Devem postar até 2ª feira, dia 22 de Maio.

15 comentários:

  1. Por: Ana Valente e Décia Daio

    Pág. 49
    1. Quando chegou ao poder, após a morte de Mao, Deng Xiaoping iniciou o caminho da Modernização com um conjunto de propostas que passaram pelo rompimento progressivo com o "maoísmo" e pela aplicação de um "socialismo de mercado".
    2. Devido também ao "socialismo de mercado" aplicado por Deng Xiaoping, o PIB chinês apresentou uma notável evolução, essencialmente, a partir dos anos 90.
    3. A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro foi o litoral.
    4. A mão de obra barata e trabalhadora, a fixação de multinacionais viradas para a exportação e a abertura ao investimento estrangeiro foram 3 dos fatores que impulsionaram a economia chinesa.
    5. Segundo o analista do "The Economist", o domínio chinês manifestar-se-á com o seu domínio das grandes companhias europeias e a divulgação do seus hábitos e costumes, tal como aconteceu com os americanos.

    Pág. 51
    6. Em meados do século XIX, Xangai tornou-se o centro financeiro da Ásia, para onde se deslocam grandes companhias europeias e americanas, e sendo frequentada pela elite comercial.
    Segundo Deng Xiaoping, esta zona apresentava um "espírito empreendedor" e um "alto nível de instrução dos seus habitantes".
    Xangai veio a tornar-se o maior porto de contentores do mundo, o sítio onde se instalaram quase 230 multinacionais.
    Com cerca de 24 milhões de habitantes, Xangai é uma das cidades mais populosas do planeta, o maior porto de contentores e um dos principais centros industriais da China.

    Pág. 53
    1. O "socialismo de mercado" proposto por Deng Xiaoping iniciou o caminho da modernização da China com um conjunto de reformas que desenvolveram a sua economia enquanto país industrial virado para o mercado externo.
    2. Macau assegurou a autonomia do território, garantiu a manutenção do sistema capitalista que contrasta com o modelo "socialismo de mercado" e assegurou o caráter democrático das instituições.

    ResponderEliminar
  2. Página 49
    1-Deng Xiaoping refere-se ao modelo de desenvolvimento de divisão do país, em duas zonas económicas distintas: litoral e interior.
    2-Entre 1978 e 2012, o crescimento do PIB chinês evoluiu de 150 milhares de milhões de dólares em 1978, para 8227milhares de milhões de dólares em 2012, um aumento bastante significativo.
    3-A zona inicialmente aberta ao investimento foi o litoral.
    4-Três fatores de sucesso económico são: os baixos custos da hora de trabalho na industria têxtil, ser a fabrica do mundo e possuir uma abundante mão de obra.
    5-Duas formas sob as quais se manifesta o domínio chines são: os grandes investimentos da China no estrangeiro, assim como o poder de comprar as grandes empresas estrangeiras.

    Página 51
    6-A cidade de Xangai possui uma grande importância económica pois, é o maior porto de contentores do mundo, com 32530 milhares de volume de carga, possui quase 230 multinacionais, 274 centros estrangeiros dedicam-se à investigação, atrai bastantes turistas e é o centro do capitalismo asiático.

    Página 53
    1-Deng Xiaoping revelou um papel importante pois, promoveu uma grande abertura do sistema chines ao Ocidente
    2-Macau constitui uma Região Administrativa Especial porque, existe liberdade de expressão, de imprensa, de greve, entre outros, tendo ainda total autonomia da China com exceção nas relações externas e na defesa.

    ResponderEliminar
  3. Marcelo Assis-pagn 49
    1- Em traços gerais , a "reforma do sistema económico "a que se refere Deng Xiaoping, no seu discurso , refere a reforma das regiões rurais , as zonas económicas especiais , as questões fundamentais da China de hoje.

    2-De acordo com o crescimento do pib chinês de 1978 até 2000 cresceu o produto interno mas ate 2012 aumentou ainda muito mais devido a modernização e a abertura da china á economia de mercado .

    3- A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro sao huaibei , yunnan,guangdong.

    4-Com base nos elementos do doc.41 os três fatores do sucesso económico chinês foi a chegada á região vários milhares de trabalhadores migrantes em busca de emprego, , as grandes marcas que eram produzidas e o cultivo .
    5-As duas formas sob as quais se manifestará o domínio chinês, segundo o analista do the economist as marcas ocidentais permaneçam , mais detidas pelos chineses , o soft power chines far-se-á sentir em todos os aspetos da vida ocidental.....
    Pagn-53
    1-A importância de Deng Xiaoping para o progresso económico da china Deng Xiaoping promove reformas econômicas,Deng promoveu inúmeras reformas econômicas, cujo desdobramento depois de uma década foi a implantação de uma economia de mercado ,as reformas do sistema produtivo se aprofundaram ainda mais e resultaram num vertiginoso crescimento da economia chinesa, cujas bases são os investimentos estatais e o capital estrangeiro .
    pagn51
    6-Xangai tem os maiores portos de contentor do mumdo , tem mais de 230 multinacionais , é o venteo financeiro internacional,


    ResponderEliminar
  4. Inês Silva e Patrícia ( a Patrícia colocará as questões em falta)

    p.49

    5.O domínio chinês manifestar se à nas em todos os aspetos da vida ocidental, nomeadamente nas escolhas do consumidor, ("não será capaz de produzir os filmes que o mundo quer ver, mas decidirá quais serão realizados e possuirá os teatros em que são exibidos"), e nos hábitos e costumes tradicionais ("hábito de pendurar lanternas nas árvores pode cruzar o Pacífico").

    p.51

    6. Xangai tornou uma importante cidade económica em meados do século XX, quando se tornou no centro financeiro da Ásia. A cidade possui o maior porto de contentores do mundo (32530 milhares), um elevado número de turistas, contando com 6,milhões de entradas em 2008 e um, também elevado, número de importações e exportações. Concentra cerca de 274 centros estrangeiros que se dedicam à investigação.

    p.53

    1. Deng Xiaoping iniciou a modernização da China. Dividindo primeiramente a China em duas áreas geográficas distintas : o interior rural, resguardado da influência externa e o litoral, aberto ao capital estrangeiro e integrado no mercado internacional.
    Reestruturou profundamente o sistema agrário e entre 1979 e 1983 entregou as terras aos camponeses que puderam comercializar os excedentes num comércio livre, fruto deste cenário a produção agrícola chinesa cresceu 50%. Também a industria foi reestruturada sofrendo uma modificação radical, a estratégia de desenvolvimento do setor assentou no sistema de "porta aberta", através da qual passou a tecnologia e o capital estrangeiro.
    Deng teve um importante papel na modernização, crescimento económico e dimensional (centro de inúmeros investimentos) da China.

    2. Macau constitui uma Região administrativa especial porque garantiu o funcionamento democrático das instituições politicas e conservou uma moeda própria totalmente convertível.

    ResponderEliminar
  5. p.49

    1. A "reforma do sistema económico" a que se refere Deng Xiaoping no seu discurso do documento 39, é a reforma das Zonas Económicas Especiais, onde Deng dividiu a China em duas áreas geográficas distintas: o interior permanecia fora da influência estrangeira; já o litoral abrir-se-ia ao capital externo (estrangeiro) integrando-se assim no mercado internacional, e dando também a conhecer a política deles para o exterior.
    2. De 1978 a 2012, houve um notável crescimento do PIB chinês, tendo em conta que inicialmente, em 1978, o seu PIB era de 150 milhares de milhões de dólares e que foi sempre crescendo, atingindo mais de 2000 milhares de milhões de dólares em 2005, mais de 4000 milhares de milhões de dólares em 2008, bem mais de 6000 milhares de milhões em 2011 e, finalmente, chegando a 8227 milhares de milhões em 2012. O crescimento do PIB chinês teve um crescimento absurdamente grande.
    3. A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro era a "Zonas de Económicas Especiais" que incluia as cidades de Shenzhen, Zuhai, Shantou, e Xiamen.
    4. As Zonas Económicas Especiais, que estão a mostrar bons resultados. A Eldorado chinês que ganhou fama e todos os anos chegavam à região vários milhares de trabalhadores migrantes em busca de trabalho. E o facto de a vida do homem ser o seu trabalho.
    5. Duas das formas sob as quais o domínio chinês se manifestará, segundo o analista do The Economist, do documento 42 são:
    Sabendo que não serão capazes de apagar a marca americana, como a coca-cola ou o mcdonalds, do dia para a noite, a maneira de se tornarem superiores, é controlando todos esses meios. Comandando-os. Assim como não serão capazes de reproduzir filmes iguais, por isso, irão tomar a decisão de escolher quais é que irão ser realizados, e, sendo ainda os donos dos teatros ou cinemas onde eles irão ser reproduzidos.
    Outra maneira de espalhar a sua cultura, será permitindo as suas tradições de se abrangerem, o exemplo das lampadas nas arvores no ano novo, assim como as máscaras do Hallowen se espalharam. O soft power chinês, quer fazer-se sentir em todos os aspetos da vida ocidental. Querendo assim estar no topo. Os americanos e europeus, não terão outra opção do que ter orgulho pelas estrelas políticas da China, por uma simples razão: "porque é aí que está o dinheiro."

    p.51

    6. ‘’Nos anos de 90, a cidade é escolhida como um dos polos de abertura económica chinesa’’, com cerca de 24 milhões de habitantes, Xangai é uma das cidades mais populosas do mundo, o maior porto de contentores (doc.E) e um dos principais centros industriais da China (doc.A). Nos anos 30, as potências ocidentais, bem como as sedes das grandes companhias europeias e americanas estabelecem-se em Xangai, tornando a cidade o centro financeiro da Ásia e o Bund, a avenida mais cosmopolita (doc.B1). Outro aspeto importante são os valores significativamente crescentes relativos ao comércio externo e turismo, sendo que em 30 anos, o turismo sobe em mais 6 milhões de entradas e o número de importaçoes/exportações por Xangai sobe para 322,1 milhões.

    P. 53

    1. Assim que assume o poder Deng Xiaoping inicia o caminho para a modernização com um conjunto de reformas que visavam romper com o maoísmo e implementar a economia socialista de mercado. A China de Xiaoping desenvolveu estratégias e programas que incentivaram a produção e os mecanismos da economia de mercado como, por exemplo, a aposta pela indústria de bens de consumo, voltada para a exportação; a promoção de um mercado livre e da propriedade privada; o fomento da entrada de técnicos estrangeiros; e ainda o apoio à ida de estudantes universitários para o exterior para formar mão-deõbr especializada. A China cresceu economicamente cerca de 10% ao ano entre 1978 e 2007.
    2. Macau tornou-se região administrativa em 1999 assegurando a autonomia do território, garantindo a manutenção do sistema capitalista que contrasta com o modelo de ‘’socialismo de mercado’’ existente na China continental e, ainda, assegurando também, o caráter democrático das instituições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este trabalho não está identificado. É de quem?

      Eliminar
  6. Sara Sousa e Rita Jesus

    Página 51
    6. A cidade de Xangai tem uma importância económica de grande amplitude. É nesta cidade onde se situa o centro de negócios de Pudong, também conhecido pelo centro financeiro da China. Para além disto, Xangai constitui uns dos principais centros industriais da China, situando o maior porto de contentores do mundo(Doc. A).
    Como é possível ver no Doc. B, nos anos 30, Xangai já era procurado pelas potências ocidentais em termos de estabelecer escritórios na cidade, tal como sedes de grandes companhias e clubes da elite comercial. Isto tornou a cidade não só o centro financeiro da China, mas também o da Ásia. Nos anos 90, Deng Xiaoping procurou desenvolver ainda mais a cidade, chamando o investimento e o espírito empreendedor.
    O gráfico apresentado no Doc. C mostra a evolução do comércio externo e turismo ao longo dos anos em Xangai. Há claramente uma enorme subida do número de turistas, tendo estes aumentado mais de 6 milhões em 30 anos. Consequentemente, Xangai tornou-se um grande entro de comércio, sendo que as suas importações e exportações também aumentaram a um nível igual ao do turismo.
    Fazendo frente a Hong Kong e Singapura, Xangai chamou a atenção de quase 230 multinacionais que se estabeleceram na cidade, desenvolvendo o título de Xangai, que se tornou "o primeiro Porto do Mundo" (Doc. D).
    No gráfico do Doc. E, Xangai apresenta-se como tendo o maior porto do mundo, com 32530 milhares TEU, logo seguida de Singapura e Hong Kong.
    Todos estes aspetos revelam que Xangai tem uma extrema importância económica não só na China, como também no mundo. É nesta cidade onde sedes e companhias se estabelecem, vindas do outro lado do mundo.


    Página 53
    1. Deng Xiaoping teve uma grande importância para o progresso económico da China, pois foi ele quem implementou as reformas necessárias ao desenvolvimento desta.
    Para isto, Xiaoping procurou romper com o maoísmo, deixando de parte a planificação, a autarcia e a coletivização. Para além disto, implementou a economia socialista de mercado, dividindo o país em duas zonas económicas diferentes: o interior e o litoral. Contribuiu para isto o reconhecimento do setor privado como parte da economia chinesa e a ideia de "Economia Socialista de Mercado".
    Assim, as reformas de Deng Xiaoping permitiram uma maior desenvolvimento do país tanto no setor agrícola, como no setor industrial e privado, principalmente na economia de mercado externo.

    2. Macau constitui uma Região Administrativa Especial, pois mesmo fazendo parte do território chinês e da sua soberania estar sobre controlo chinês, Macau continua com um "alto grau de autonomia", tendo os seus próprios poderes executivo, legislativo e judicial sem intervenção chinesa. Após o fim da sua soberania, os sistemas social e económico continuaram inalterados, tal como a maneira de viver e as leis. A mesma tem um porto e território aduaneiro separado do chinês, podendo desenvolver as atividades económicas de forma independente e separada. Por fim, Macau continua a ter a sua moeda, a pataca, sendo possível a sua conversão.

    ResponderEliminar
  7. Pág 49
    1- A "reforma do sistema económico" a que se refere Deng Xiaoping, remete à China dividida em duas áreas geográficas distintas: o interior essencialmente rural e o litoral que abrir-se-ia ao capital estrangeiro, integrando-se plenamente no mercado internacional.
    2- De acordo com o doc 39, o PIB chinês cresceu notavelmente a partir dos anos 90.
    3-A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro foi o litoral chinês.
    4- Partindo do doc 41, três fatores do sucesso económico chinês foi: a mão de obra trabalhadora e barata; a abertura ao investimento estrangeiro e a fixação de multinacionais.
    5- Duas formas sob as quais se manifestará o domínio chinês são: domínio nas grandes empresas europeias e a divulgação do estilo de vida chinês, tal e qual ao americano.

    Página 51
    6- Xangai, sendo a principal cidade asiática, é a "porta" da China. A partir dos anos 90 Xangai começou a ser um polo de abertura à economia chinesa, contando com a sua prosperidade e cosmopolitismo.
    Era aqui onde todas as multinacionais europeias e americanas se deslocavam.
    Segundo Deng Xiaoping, a China tinha um espírito empreendedor.
    Xangai tornou-se o maior porto de contentores do mundo, com quase 230 multinacionais.

    Página 53
    1- O "socialismo de mercado" proposto por Deng Xiaoping iniciou a modernização da China com um conjunto de reformas que desenvolveram a sua economia como país industrial para o mercado externo.
    2- Macau consigui assegurar a autonomia do território, garantiu a manutenção do sistema capitalista e assegurou o caráter democrático das suas instituições.

    Realizado por: Soraia Monteiro

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde, a professora publicou todos os trabalho que recebeu?

    ResponderEliminar
  9. Trabalho do João Freitas e da Daniela enviado para o mail:
    Página 49 do Manual
    1. O fracasso económico do Maoísmo originou o modelo de desenvolvimento. O sucesso das novas economias asiáticas fez com que os dirigentes chineses abolissem a antiga política coletivista (autárcica) para se conseguir fazer a “modernização” do país. Com isto, tiveram de se integrarem nos sistemas financeiros e comerciais internacionais, adotando as regras da “economia de mercado”.
    2. A partir de 1981, o crescimento económico da China tem sido muito notável na medida em que o PIB aumentou a sua taxa, que chegou a valores como 10% ao ano, tornando-se em 2010, o segundo maior PIB do mundo. De 1978 para 2012 houve um aumento de 8007 Milhares de milhões de dólares.
    3. A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro foi o Litoral (zona rica), onde podemos destacar as províncias de Yunnan e Hanhui.
    4. Três fatores do sucesso económico chinês são: Recursos Naturais; Mão-de-obra; migração
    5. Duas formas sob as quais se manifestará o domínio chinês, segundo o analista do “The Economist” são: a permanência das marcas ocidentais, mas detidas por chineses, isto é, o impacto cultural será menos óbvio; e, o controlo dos seus entretenimentos, como filmes realizados e local onde serão exibidos, como os horários dos media para uma maior audiência.

    Página 51 do Manual
    6. Podemos começar por dizer que Xangai é a principal cidade da Ásia na primeira metade do século XX. Xangai tem imensos centros de negócio, centros industriais, onde circula imenso dinheiro, podendo-se chamar assim de centro financeiro da China e a vitrina da modernização do país pelas suas construções na zona urbana muito habitadas. É ainda o maior porto de contentores do mundo. Podemos observar no gráfico do documento C que de 1985 para 2008 Xangai obteve um grande número turístico. O comércio externo também evoluiu bastante abrangendo assim mais importações e exportações. Xangai tem uma das maiores pontes de todo o mundo com 31 km de mar que separam Pudong do porto de Yangshan possibilitando um enorme aumento de carga.

    Página 53 do Manual
    1. A orientação base para as reformas económicas foi a da construção e modernização socialista através da agricultura, indústria, defesa nacional e tecnologia.
    2. Macau constituiu uma Região Administrativa Especial porque era um território mais pequeno e menos desenvolvido e por ter comprovado o cumprimento genérico. Macau precisava de um elevado grau de autonomia e o acordo que fizeram garantia o funcionamento democrático das instituições políticas do território, conservando uma moeda própria e totalmente convertível.

    ResponderEliminar
  10. Ana Rita e Sara Sousa

    p.49

    1. A reforma do sistema de que fala Deng Xiaoping refere-se à divisão da China em duas áreas distintas, sendo estas o interior, que era bastante rural, e o litoral que por sua vez se iria abrir ao capital estrangeiro.

    2. De acordo com os dois gráficos apresentados, o valor Chinês do PIB apresentou uma subida bastante notável a partir dos anos 90 até 2012.

    3. A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro foi o litoral.

    4. Os três fatores de sucesso económico Chinês foram, a abundância da mão de obra, o seu baixo preço, e a abertura ao investimento estrangeiro.

    5. As duas formas sob as quais se manifesta o domínio Chinês são, na divulgação do seu estilo de vida, costumes e cultura, tal como tinham feito os EUA, e no controlo sobre as escolhas dos cosumidores, nomeadamente os filmes que se virão, os que serão realizados, etc.

    ResponderEliminar
  11. Patrícia Domingos e Inês Silva
    (continuação)

    P.49
    1. No seu discurso (doc.39), Deng Xiaoping refere-se à "reforma do sistema económico" da China como a divisão desta em duas áreas geográficas distintas: o interior, rural e resguardado da influência externa e o litoral com maior capital estrangeiro e integrado no mercado internacional.

    2. No doc.39 pudemos observar que esta evolução do PIB é gradual, começando com valores de 150 milhares de milhões de dólares em 1978 até 2005, a partir de 2006 começa a apresentar diferenças mais notáveis até 2012 apresentando valores como 8227 milhares de milhões de dólares, assim a China torna-se dos países com o maior PIB.

    3. A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro (doc.40) foi no litoral chinês denominada de Zonas Económicas Especiais com as cidades de Shenzhen, Zuhai, Shantou e Xiamen.

    4. Três fatores do sucesso económico chinês são a mão de obra barata (e sem regalias sociais) e trabalhadora, grande capacidade tecnológica e o domínio do mundo dos negócios que levou à abertura de investimento estrangeiro.

    ResponderEliminar
  12. Depois de tantos atrasos e já ter sido ultrapassado o prazo de publicação vou finalmente colocar a proposta de correção.

    Pág. 49
    Questão 1
    • A China faz coexistir a economia estatizada e o dirigismo económico próprios do comunismo com uma abertura à economia de mercado mundial, através da criação de Zonas Económicas Especiais onde os estrangeiros podem investir, em condições muito favoráveis.
    Questão 2
    • Em 2012, o PIB chinês é cerca de 55 vezes maior do que era em 1978 OU entre as duas datas consideradas, o PIB chinês cresceu cerca de 5400%.
    Questão 3
    • Todas as Zonas Económicas Especiais e as cidades abertas ao investimento estrangeiro se situam no litoral.
    Questão 4
    • Escolher três
    – facilidades concedidas aos investidores estrangeiros (“…terras… praticamente dadas a quem quisesse investir”);
    – mão de obra muito abundante;
    – salários baixos – custo de produção reduzido;
    – grande dedicação ao trabalho OU muitos trabalhadores vivem em edifícios anexos à empresa, o que permite prolongar os horários de trabalho.
    Questão 5
    • Segundo o texto, a supremacia chinesa manifestar-se-á na vertente económica (compra de grandes empresas ocidentais) e na vertente cultural (controlo da produção cultural, difusão das tradições chinesas…).
    Pág. 51
    Xangai, a porta da China
    6. A cidade (escolher cinco):
    – tem um passado económico importante, que se reflete no espírito empreendedor e no grau de instrução dos seus habitantes;
    – possui um centro de negócios imponente e moderno, que a China apresenta como o espelho da sua pujança económica;
    – é o centro financeiro da China;
    – é o centro de uma importante área industrial;
    – é o maior porto de contentores do Mundo;
    – atrai um número crescente de turistas;
    – é a sede asiática de cerca de 230 multinacionais estrangeiras;
    – investe na área da pesquisa e desenvolvimento.
    Pág. 53
    Questão 1
    • Deng Xiaoping foi o dirigente chinês que, nos anos 80, abriu a China ao investimento externo, através do estabelecimento de Zonas Económicas Especiais. Esta medida impulsionou um crescimento económico invulgarmente rápido, que, em 2010, levou o país ao lugar de segunda potência económica mundial.
    Questão 2
    • Macau encontra-se atualmente sob administração chinesa e faz parte integrante do território da República Popular da China. Porém, desde a transferência da soberania para a China (20 de dezembro de 1999) e por um período de 50 anos, o território goza de um estatuto especial, acordado entre o Governo Português e o Governo Chinês: tem um alto grau de autonomia administrativa, com órgãos de poder legislativo, executivo e judicial próprios; possui um conjunto de leis próprias que, entre outros aspetos, assegura os direitos individuais dos macaenses; constitui um território aduaneiro separado da China; cunha moeda própria (a pataca).

    ResponderEliminar
  13. O trabalho da Sandra chegou hoje após uma longa avaria do computador:

    Página 49

    1) Em traços gerais, “a reforma do sistema económico” a que se refere Deng Xiaoping caracteriza-se na divisão da China em duas áreas geográficas distintas : o interior rural, resguardado da influência externa; o litoral, aberto ao capital estrangeiro e integrado no mercado internacional.

    2) Com base nos gráficos apresentados, o valor do PIB chinês apresentou uma subida bastante significativa entre 1978 e 2012.

    3) A zona inicialmente aberta ao investimento estrangeiro foi o litoral.

    4) Com base no doc. 41, os três fatores do sucesso económico Chinês foram a abundância da mão de obra, o seu baixo preço, e a abertura ao investimento estrangeiro.

    5) Segundo o analista do The Economist, duas formas sob as quais se manifestará o domínio chinês são a permanência das marcas ocidentais, mas detidas por chineses e o controlo dos seus entretenimentos, como filmes realizados e local onde serão exibidos.




    Página 51

    6) A importância económica da cidade de Xangai verifica-se na prosperidade e cosmopolitismo que esta retomou, nos anos 90. Xangai constitui-se como o centro financeiro da China, visível pela criação do moderno centro de negócios de Pudong, a “vitrina da modernização do país” (doc. A e B2). Já nos anos 30, as potências ocidentais foram estabelecendo os seus escritórios, bem como sedes das grandes companhias e cubes de elite comercial na famosa avenida Bund, fazendo com que Xangai se tornasse não só o centro financeiro da China como também o da Ásia (doc. B1). As suas importações e exportações aumentaram a um nível igual ao do turismo, tornando-a num expoente do comércio (doc. C). É uma das cidades mais populosas do planeta; é o maior porto de contentores do mundo e um dos principais centros industriais da China (doc. 1).

    Página 53

    1) Deng Xiaoping marca a sua importância com a iniciativa de modernização da China. Pelo que: rompeu com o maoísmo; implementou a economia socialista de mercado; as suas reformas permitiram um maior desenvolvimento do país tanto no setor agrícola, como no setor industrial e privado, principalmente na economia de mercado externo.

    2) Macau constitui uma Região Administrativa Especial pois mesmo fazendo parte do território chinês e da sua soberania estar sobre controlo chinês, Macau goza de um alto grau de autonomia, tendo os seus próprios poderes executivo, legislativo e judicial independente. Esta mantém-se como porto franco e território aduaneiro separado, para poder desenvolver as suas atividades económicas de forma independente da China. Mantém o livre fluxo de capitais e a mesma moeda, a pataca.

    ResponderEliminar