sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

VAMOS TRABALHAR

Proposta de correção da ficha de trabalho realizada na aula:

Gandhi e a independência da Índia

1. Na resistência pacífica à violência. Implica a não utilização da força em qualquer circunstância, mesmo em caso de repressão violenta. Segundo Gandhi, a não violência é uma forma de luta que tem por finalidade romper o ciclo do “mal”, que se perpetua através da violência.

2.
Integra-se em três das formas de atuação propostas por Gandhi: mar­chas, procissões; boicote económico; desobediência civil.

Ao não adquirir os produtos manufaturados britânicos, Gandhi dá o exemplo da “não cooperação”.

3. Winston Churchill mostra-se, em ambas as intervenções na Câmara dos Comuns, frontalmente contra a independência de qualquer parcela do Império Britânico. Na qualidade de primeiro-ministro, a não aceitação do direito à independência da Índia, a que correspondem as suas pala­vras de 1941, justifica a Resolução “Deixem a Índia”, aprovada pelo Par­tido do Congresso, em 1942.

4. Escolher duas

– a existência de duas comunidades diferenciadas (muçulmana e hindu);

– o extremismo religioso de ambas as comunidades, responsável por progroms e massacres;

– a intransigência do líder muçulmano, Ali Jinah, que rejeitou sempre a constituição de um Estado conjunto.

Sem comentários:

Enviar um comentário