quinta-feira, 17 de novembro de 2016

MATRIZ DO TESTE 2


Conteúdos
Objetivos
Estrutura e Cotações


I – AS TRANSFORMAÇÕES DAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX 

1.5. As dificuldades económicas e a instabilidade política e social; a falência da Primeira República.

II – O AGUDIZAR DAS TENSÕES POLÍTICAS E SOCIAIS A PARTIR DOS ANOS 30

 2.2.   As opções totalitárias

- Os fascismos, teoria e práticas: uma nova ordem nacionalista, antiliberal e antissocialista; elites e enquadramento das massas; o culto da força e da violência e a negação dos direitos humanos; a autarcia como modelo económico.

- O estalinismo: planificação da economia, coletivização dos campos; burocratização do partido; repressão.

 
2.3.   A resistência das democracias liberais

- O intervencionismo do Estado.

- Os governos de Frente Popular e a mobilização dos cidadãos.

 
2.5. Portugal: o Estado Novo

 - O triunfo das forças conservadoras; a progressiva adoção do modelo fascista italiano nas instituições e no imaginário político.

- Uma economia submetida aos imperativos políticos: prioridade à estabilidade financeira; defesa da ruralidade; obras públicas; a corporativização dos sindicatos. A política colonial.

- O projeto cultural do regime.
 
 
 
 
1.       Relacionar os períodos de crise gerados pelo capitalismo liberal com a expansão de novas ideologias e com a inflexão intervencionista dos Estados democráticos.
2.       Explicitar a importância da política económica e social implementada nos EUA para fazer face à crise do capitalismo liberal.
3.       Caracterizar a ideologia fascista, distinguindo particularismos e influências mútuas.
4.       Reconhecer as práticas políticas que garantem aos fascismos a adesão das massas.
5.       Explicitar as práticas económicas implementadas por Estaline no sentido de edificar o socialismo.
6.       Reconhecer o terror como uma prática necessária à imposição do estalinismo.
7.       Compreender os condicionalismos internos e externos que, em Portugal, conduziram à falência do projeto político e social da Primeira República e que favoreceram a ascensão de forças conservadoras e a implantação de um regime autoritário.
8.       Caracterizar os princípios doutrinários do Estado Novo.
9.       Reconhecer que, no Estado Novo, a defesa da estabilidade e da autarcia se apoiou na adoção de mecanismos repressivos e impediu a modernização económica e social do país.
10.   Apresentar as principais características da política económico-financeira implementada pelo Estado Novo nos anos 30 e 40.
11.   Reconhecer que a existência de um projeto cultural no Estado Novo se insere no âmbito de consolidação de um regime autoritário e conservador.

Identificar, clarificar e aplicar de forma correta os conceitos trabalhados: Totalitarismo; Fascismo; Nazismo; Corporativismo; Antissemitismo; Genocídio; Propaganda; Intervencionismo; New Deal
 
 
 
 
 




GRUPO I

3 Questões de resposta obrigatória (45 pontos)

 

GRUPO II

3 Questões de resposta obrigatória (35 pontos)

 
GRUPO III

2 Questões de resposta obrigatória (40 pontos)

 

GRUPO IV

3 Questões de resposta obrigatória (80 pontos)

 
 
 
 
TOTAL = 200 pontos

Critérios gerais de correção:
  • Relevância relativamente à questão formulada no item;
  • Rigor na exploração das fontes (interpretação);
  • Correção na transcrição de excertos pertinentes como suporte de argumentação;
  • Adequação da resposta à questão proposta;
  • Domínio da terminologia específica da disciplina;
  • Correção da expressão escrita (ortografia e sintaxe).

45 comentários:

  1. Professora, pode explicar o ponto 1 e 2 por favor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ponto 2 está relacionado com o New Deal.
      O ponto 1 é mais complexo porque tem a ver com o facto de as crises do capitalismo (como a que ocorreu nos EUA com a queda da Bolsa de Nova Iorque em 1929 e se mundializou)influenciarem os Estados a mudar o seu tipo de governação, quer a nível dos sistemas políticos quer do ponto de vista da intervenção na economia.

      Eliminar
  2. Boa tarde professora, o new deal na página 132 sai no teste?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ponto 2.3 dos conteúdos e objetivos 1 e 2 da matriz.

      Eliminar
  3. Boa tarde professora, podia explicar o ponto 7 por favor , ou dizer em que página esta no manual

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Páginas 84 a 88 - As dificuldades económicas e a instabilidade política e social da 1ª República que levou à sua queda devido ao golpe militar de 28 de maio de 1926 e que levou à instauração da ditadura militar e, numa fase posterior, ao Estado Novo.

      Eliminar
  4. Boa tarde professora, podia explicar o ponto 4 e 5 por favor? em que paginas se encontram no manual?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ponto 4 - pp. 114 a 116, elites e enquadramento das massas;
      Ponto 5 - pp. 128 a 130, coletivização dos campos e planificação da economia (através dos planos quinquenais).

      Eliminar
  5. Boa noite professora! Pode indicar-me as páginas para o ponto 1 e 2?
    Muito obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já respondi a esta questão. Mas as pp. são 132 a 134.

      Eliminar
  6. Boa tarde professora, podia explicar o ponto 9 por favor?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este ponto está relacionado com a política de autarcia (procura da auto-suficiência económica, neste caso em Portugal) que foi maioritariamente de desenvolvimento rural e com medidas muito restritivas ao desenvolvimento industrial.

      Eliminar
  7. PORTUGAL NO 1º PÓS-GUERRA Nao sai?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim... 1.5 dos conteúdos da matriz do teste; objetivo 7.

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Claro que sim. No objetivo 3 quando se fala em particularismos estamos a falar de quê? Precisamente das adaptações feitas por Hitler daquele tipo de ideologia ao caso específico da Alemanha: se têm muita coisa em comum (estamos a falar do fascismo italiano, do nazismo alemão e do salazarismo) há algumas coisas que os distinguem e que acabam por fazer toda a diferença - o antissemitismo nazi, por exemplo, ou a forma como encaram a autarcia.

      Eliminar
  9. 4. Reconhecer as práticas políticas que garantem aos fascismos a adesão das massas pode explicar??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas práticas políticas são a criação de organizações de enquadramento das massas...

      Eliminar
    2. Facilitam o controlo e a doutrinação da população (particularmente dos jovens) na ideologia do regime.

      Eliminar
  10. Boa tarde, da página 108 à 111 sai alguma coisa de forma aprofundada ou basta termos uma ideia da depressão?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basta ter uma ideia geral, principalmente das suas consequências

      Eliminar
  11. Boa noite professora! No ponto 1 e 2 as medidas são só o New Deal ou são também medidas protecionistas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara, basicamente trata-se das medidas implementadas pelo New Deal.

      Eliminar
  12. ola boa tarde. eu encontrei o seu site por acaso vi que tem um objectivo, o obectivo 6, igual ao do meu professor. será que mo pode explicar, se nao for do seu incómodo?
    Mts beijinhos e mt agradecida, Ana Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana Catarina, não custa nada explicar.
      Como sabes, o estalinismo trata-se da forma como Estaline conseguiu ascender ao poder e manteve esse poder entre 1928 e 1953 (data em que morreu).
      Estaline só se conseguiu impor e manter no poder durante tanto tempo devido ao facto de ter eliminado todos aqueles que lhe podiam fazer concorrência e contestar o seu poder bem como perseguir e punir todos aqueles que de alguma forma eram contra a maneira como governava.
      Assim, para se conseguir impor perante todos os seus opositores políticos, Estaline colocou em prática uma política de terror e repressão contra todos eles: foram perseguidos, presos, torturados, julgados e condenados por traição, enviados para campos de concentração, exilados e milhares foram mortos. Podemos assim dizer que esta prática de terror sobre as pessoas implementada por Estaline foi para ele necessária para conseguir assegurar o poder.
      Espero que tenhas ficado esclarecida.

      Eliminar
  13. Os governos de Frente Popular e a mobilização dos cidadãos tem haver com o ponto 3?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. E os governos de Frente Popular não saem no teste.

      Eliminar
  14. Professora sei que já disse a 3 mas a 3 é propriamente dizer o que têm em comum e o que os distingue?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, saber aquilo que têm em comum e quais as diferenças que os distinguem, ou seja, aquelas características que são mais postas em prática por uns do que por outros.

      Eliminar
  15. 8. Caracterizar os princípios doutrinários do Estado Novo são as ideologias defendidas ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, são os princípios fundamentais do Estado Novo:
      colonialista, corporativo, autoritário, antiparlamentar, antiliberal, antidemocrático, conservador, repressivo, totalitário... etc., etc., etc....

      Eliminar
  16. Boa tarde professora, da página 134 à 137 sai alguma coisa?

    ResponderEliminar
  17. No ponto 7 não necessitamos de falar do estado novo ? É so a queda da republica as consequencias da entrada de portugal na 1 guerra e por ai ...?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, são os acontecimentos que tiveram lugar durante a 1ª República e que contribuíram para a implantação da ditadura militar e posteriormente do Estado Novo.

      Eliminar
  18. Professora estou confusa no ponto 10 Apresentar as principais características da política económico-financeira implementada pelo Estado Novo nos anos 30 e 40. pode explicar pff

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trata-se dos conteúdos trabalhados na última aula (6ª feira) - uma economia submetida aos imperativos políticos e que se caracteriza por:
      procura da estabilidade financeira; defesa da ruralidade; uma política de obras públicas e de condicionamento industrial; sem esquecer a política socioeconómica corporativista.

      Eliminar
  19. Boa tarde professora, poderia por favor esclarecer me o ponto 11?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso particular vamos encarar a política cultural apenas na vertente do controlo do ensino e da doutrinação das massas, em que toda a produção cultural é controlada pelo SPN e rigorosamente vigiada pela censura, com o objetivo de consolidar o regime, tornando-o mais forte e com menos contestação ao seu autoritarismo e conservadorismo.

      Eliminar
  20. professora pode explicar melhor o ponto 7 da matriz pff?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreender os condicionalismos internos e externos que, em Portugal, conduziram à falência do projeto político e social da Primeira República e que favoreceram a ascensão de forças conservadoras e a implantação de um regime autoritário.

      Vamos desconstruir o objetivo: condicionalismos internos e externos que conduziram à falência política e social da 1ª República.
      Trata-se aqui das condições internas (instabilidade política proporcionada pelo sistema político parlamentar, por exemplo num período de 16 anos existiram 8 presidentes e 48 governos; crise económica que provoca agitação social - desemprego, subida de preços, salários baixos e más condições de trabalho e de vida levam a manifestações e greves. Alguns destes problemas devem-se a condições externas ao país, por exemplo a participação de Portugal na 1ª guerra bem como a grave crise económica que atingiu a Europa no pós-guerra ou a agitação social provocada pela inspiração dos acontecimentos que tiveram lugar na Rússia em 1917 e que mostraram a possibilidade de uma via totalmente nova no que diz respeito ao sistema político e económico.
      É precisamente neste contexto de conflitualidade e agitação social que as forças conservadoras, receosas do que lhes pode acontecer e aos seus interesses e modos de vida, apoiam o golpe militar do 26 de maio de 1928 e acabam por ascender ao poder através de Salazar.
      Espero que tenha esclarecido a dúvida.

      Eliminar