sexta-feira, 20 de maio de 2016

CORREÇÃO DAS QUESTÕES DO GUIÃO DE EXPLORAÇÃO SOBRE AS ASPIRAÇÕES DE LIBERDADE NOS ESTADOS AUTORITÁRIOS E OS MOVIMENTOS DE UNIFICAÇÃO NACIONAL

1. Os regimes que predominavam na Europa Central e Oriental eram monarquias autocráticas.
2. Os soberanos continuavam a concentrar em si todos os poderes. Por exemplo, demitiam governos, anulavam leis e substituíam-nas por decretos imperiais; recorriam à polícia politica para combater os opositores políticos.
3. O nacionalismo é um sentimento de pertença de um povo a uma comunidade que partilha a língua, a religião, as tradições culturais, o passado histórico. O nacionalismo justifica o direito dos povos à autogovernação.
4. Os problemas que se fizeram sentir foram: ocupações territoriais, políticas belicistas, racismo para com as minorias - as minorias não têm os seus direitos reconhecidos e são submetidos à força (caso da germanização forçada de polacos, húngaros, checos e até dinamarqueses).
5. Os movimentos nacionalistas foram reprimidos porque os grandes impérios não queriam abdicar do seu poder político e territorial sobre outros povos considerados mais fracos.
6. O nacionalismo revelou-se em revoltas e contestação ao predomínio cultural e político dos dominadores.
7. Os tipos de nacionalismo que triunfaram na segunda metade do século XIX foram os movimentos de emancipação e de unificação.
8. A Itália estava dividida, tendo-se concretizado um movimento nacionalista tendo em vista a sua unificação. O processo é difícil e faseado encontrando muitos opositores, por exemplo o próprio Papa.
9. Oficialmente a Itália surgiu como país unificado em 1860, mas na prática a sua unificação só ficou concluída em 1870 com a anexação de Roma e dos Estados da Igreja.
10. Os Estados alemães já tinham passado por uma unificação aduaneira em 1828 (Zolverein) e apesar das fortes oposições externas e internas conseguiu a unificação política.
11. A data oficial do nascimento do II Império Alemão (2º Reich) foi 18.01.1871.
12. As unificações da Itália e da Alemanha foram feitas à custa da perca de territórios de outros Estados, por exemplo a França perdeu territórios para a Alemanha e o Império Austro-húngaro perdeu para a Itália. Esta situação trouxe consequências negativas para a Europa pois contribuiu para o aumento das rivalidades entre os Estados europeus o que conduziu a uma política de alianças que esteve na origem do desenrolar da 1ª Guerra Mundial.

Sem comentários:

Enviar um comentário