segunda-feira, 17 de setembro de 2018

SÓ PARA RELEMBRAR

Ao iniciar o novo ano letivo aqui ficam algumas recomendações básicas para estudar História e ter sucesso na disciplina. 
Todos vós as conhecem bem (na teoria) mas esquecem-se, com demasiada frequência, de as colocar em prática.
NA ESCOLA
- Não faltar às aulas sem um motivo realmente impeditivo. Uma aula perdida implica grande dificuldade em recuperar o conhecimento dos conteúdos tratados;
- Não chegar sistemática e deliberadamente atrasado(a) à aula.
- Aproveitar bem as aulas: as aulas são um tempo precioso para aprender muitos conteúdos se estiverem com total atenção às explicações do professor(a) e se se envolverem na realização das atividades. Por vezes, basta um momento de distração para se perderem no raciocínio que está a ser desenvolvido. Depois, não só não conseguem entrar de novo no trabalho, como perdem tudo o que foi explicado.
Para estarem atentos têm de estar ativos. A passividade é um convite à evasão (quantas vezes não viajam até à lua e umas vezes regressam e outras por lá ficam...?!). Estar ativo é ter uma caneta na mão e irem registando as conclusões que conseguem assimilar. Anotem no caderno, no manual, sublinhem, façam esquemas, mas anotem só o que entendem e apresentem as dúvidas que surjam sobre o que está a ser tratado na aula.
- Quando o professor colocar questões ofereçam-se ordeiramente para responder, mesmo que saibam pouco sobre o assunto. Complementem as intervenções de outros colegas e apresentem as vossas ideias sobre os assuntos, mas sempre com um discurso lógico e desenvolvido. Intervir não é dizer algumas palavras; intervir é discursar sobre os assuntos.
Registem apontamentos de forma metódica. Criem o vosso próprio método de registar apontamentos. Os apontamentos devem ser sintéticos; não queiram escrever tudo o que o professor diz, a não ser quando ele ditar um ou outro apontamento.

EM CASA

Planifiquem os vossos tempos de estudo. O dia tem muitas horas, reservem o tempo possível para estudar em casa e procurem cumprir escrupulosamente o vosso plano de trabalho. Para melhor gerirem o tempo planifiquem também os momentos de descanso.
Reservem um espaço para o estudo: procurem um espaço em vossa casa onde possam trabalhar em sossego durante algum tempo. Se for muito difícil, passem mais tempo na biblioteca da escola. 
- Durante os períodos de estudo evitem todo o tipo de solicitações costumeiras: desliguem telemóveis (evita a distração das mensagens), no computador desliguem a funcionalidade do messenger e o chat do facebook, ou seja, evitem tudo o que vos possa distrair do estudo durante aquele período de tempo.
Pratiquem um estudo ativo: estudar não é estar sentado em frente ao livro, com a cabeça apoiada na mão e o braço apoiado na secretária. Estudar é ter na mão algo que escreva, é sublinhar, é anotar, é responder a questões, é fazer resumos e esquemas, é consultar o dicionário e outros livros, é pesquisar sobre os assuntos, é refletir sobre as aulas.
Estudem em grupo: se se sentirem bem a estudar com os vossos amigos e colegas, encontrem-se de vez em quando, troquem informações, discutam os assuntos, comentem os conteúdos, façam exercícios...
Tentem reconstruir as aulas. Este é um exercício que se deve fazer no estudo da História: reconstruir a aula, sempre que possível. Organizem os apontamentos, completem-nos com novas informações, procurem no manual e noutros auxiliares os conteúdos tratados e consolidem as aprendizagens.
Procurem compreender o que estudam. Devem decorar alguma informação, mas não façam da memorização o fundamento do vosso estudo. Dificilmente obterão bons resultados com respostas baseadas em informação decorada. As questões de resposta desenvolvida visam muito mais do que conhecimentos memorizados. Procurem entender o que estudam e construam os vossos conhecimentos.
Atenção aos objetivos orientadores da aprendizagem. São apresentados pelo manual e o professor também os fornece.
Utilizem o dicionário; nunca passem por cima de uma palavra ou ideia cujo significado ou sentido não entendam.
- Resolvam exercícios sobre as matérias, mesmo que o professor não os tenha marcado. Esse treino de escrita é importante; para isso serve o caderno de atividades que é fornecido com o vosso manual.
Diversifiquem as fontes de informação. Na elaboração de exercícios devem apoiar-se em toda a bibliografia possível, mas nunca copiem as respostas, muito menos quando não entenderem o que estão a copiar. Não adianta escrever o que não entendem. Para construir as vossas respostas, tentem primeiro entender o que estudam e depois elaborem os trabalhos com as ideias que assimilaram.
Inventariem as vossas dúvidas; façam uma lista para apresentar na aula.


Tentem preparar a aula do dia seguinte. Se ainda tiverem tempo dêem uma vista de olhos pela matéria que vai ser tratada a seguir, para poderem ter uma intervenção mais ativa na aula. Vão compreender melhor as explicações do professor e fixar mais facilmente os conhecimentos em estudo. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

SÍNTESE ESQUEMÁTICA